quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Febre Amarela Prevenção 😨 / Secretarios de saúde cadê os repelentes para as pessoas que não podem tomar a vacina ? Perguntas frequentes sobre a vacinação!

#FebreAmarela 
#Prevenção 😌
👧💭 Secretarios de Saúde 
📣 Como ficará as pessoas que não podem tomar a vacina contra a febre amarela ?

Serão distribuídos repelentes para essas pessoas ? 😨 💭

#SecretariasDeSaúdeDeSP
#Estadual #Municipal


#SecretárioDoEstadoDeSaúdeDeSP ➡ #DavidEversonUip
#SecretárioMunicipalDeSaúdeDeSP ➡#WilsonModestoPollara

#GovernoDeSP ➡#GeraldoAlckmin

#PrefeituraDeSP ➡ #JoãoDoria

VACINAÇÃO 💉
🐺 #Lúpus #Artrite #DoençasReumáticas #Atenção 👇

Sempre consulte os seus #médicos

#Pessoas que estejam usando corticóide com dose imunossupressora

#Imunossupressores,

#Quimioterapia,

#Imunomoduladores, etc...

#não devem se vacinar , pessoas fora de atividade da doença tem que serem avaliadas pelos seus médicos, verificar os possíveis riscos e benefícios.

#FebreAmarelaTemQueTerAtenção 😷

#DistribuiçãoDeRepelentesParaPessoasComImunidadeBaixa😉

#Lúpus
#PessoasComImunidadeBaixaTemQueTerAtenção 😷

#ImunodeprimidosTemQueTerProteção 💊

#DoençasAutoImunes

#LúpusTemQueTerAtenção

#VivaBemComLúpus

#LúpusLesLes 😉

Perguntas frequentes! 👇

Qual é a diferença entre a Febre Amarela Silvestre e Febre Amarela Urbana?

A diferença entre elas é o vetor. Na cidade a doença é transmitida pelo Aedes aegypti, o mesmo mosquito que transmite a dengue e na mata, os mosquitos são dos gêneros Haemagogus e Sabethes.

Como a Febre Amarela Silvestre é transmitida?

A febre amarela silvestre é transmitida através da picada de mosquitos Haemagogus e Sabethes, que vivem em matas e vegetações à beira dos rios. Quando o mosquito pica um macaco doente, torna-se capaz de transmitir o vírus a outros macacos e ao homem.

O vírus é transmitido por macacos?
Não. O vírus é transmitido pela picada de mosquitos Haemagogus e Sabethes, que vivem em matas e vegetações. O inseto infecta tanto humanos quanto os macacos.

Como se prevenir da Febre Amarela Silvestre
A vacinação é a principal medida de prevenção.

Quem deve se vacinar?
A vacina é recomendada para moradores ou pessoas que se deslocam para área com circulação do vírus no Brasil e aos viajantes para os países com risco de transmissão de Febre Amarela. No Município de São Paulo é recomendada para pessoas residentes na região norte e em algumas localidades da região sul e oeste.

Onde posso tomar a vacina?
Para viajantes: nas UBS de referência, localizadas em todas as regiões do município e nos ambulatórios dos viajantes dos CRIE, para os que irão viajar. Veja aqui!

Para moradores da Zona Norte de São Paulo: nas UBS de intensificação de vacinação da Febre Amarela próximas à sua residência. Veja aqui!

Para moradores da Zona Sul de São Paulo: nas UBS de intensificação de vacinação da Febre Amarela próximas à sua residência. Veja aqui!

Para moradores da Zona Oeste de São Paulo: nas UBS de intensificação de vacinação da Febre Amarela próximas à sua residência. Veja aqui!

Quantas doses da vacina de FA é preciso tomar?
A dose é única e confere imunidade para toda a vida, a partir dos 9 meses de idade.

Quem não pode tomar a vacina e/ou que tem restrições que precisam ser avaliadas?
Crianças menores de 9 meses
Gestantes
Mulheres amamentando crianças menores de 6 meses
*Pessoas com câncer em uso de quimioterapia e/ou radioterapia
Transplantados de órgãos sólidos e/ou medula óssea
Uso de corticóide com dose imunossupressora
HIV e qualquer doença imunossupressora
medicamentos imunossupressores
Miastenia Gravis
Doenças do Timo
Lúpus
Doença de Addison
Artrite reumatóide
Alergia grave ao ovo e derivados da galinha,
*Mulheres que estão amamentando bebês com até 6 meses de idade e que residem ou circulam em área de recomendação da vacina contra a febre amarela, se houver a indicação da vacinação da mãe, o aleitamento deve ser interrompido por 10 dias. Essas mulheres devem procurar um serviço de saúde para orientação e acompanhamento a fim de manter a produção do leite materno. A mãe pode fazer a ordenha do leite, antes da aplicar a vacina, mantendo congelado por 28 dias em freezer ou congelador.

Posso apresentar reação após a aplicação da vacina?
Sim.
A reação mais frequente é a dor no local de aplicação, que tem intensidade leve e moderada e pode durar 1 ou 2 dias. Outras manifestações, que são consideradas sem gravidade, são febre com duração de até 7 dias, dor de cabeça e dor no corpo. Essa é uma vacina das mais seguras e eficazes, entretanto, raramente reações graves tem sido notificadas.

Após a infecção pelo vírus, quanto tempo leva para a doença ficar aparente (iniciar os sintomas)?
Em média de três a seis dias após a picada do mosquito transmissor infectado, mas pode levar até 15 dias para o surgimento dos primeiros sintomas.

Quais são os sintomas da doença?
Febre de início súbito, calafrios, dor de cabeça, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas, vômitos, fadiga, fraqueza, icterícia (coloração amarelada da pele e do branco dos olhos),
sangramentos.

O que devo fazer se apresentar os sintomas?
Procurar um médico na unidade de saúde mais próxima e informar sobre qualquer viagem ou deslocamento para área de risco nos 15 dias anteriores ao início dos sintomas.

Como é o tratamento para febre amarela?
Paciente deve procurar atendimento médico imediato. O tratamento é sintomático, com repouso e com hidratação. Nas formas graves, o paciente pode necessitar de Unidade de Terapia Intensiva. Salicilatos devem ser evitados (ex. AAS e Aspirina), já que seu uso pode favorecer o aparecimento de hemorragias.

Quais são as áreas de risco no MSP?
Locais de matas onde foi identificada a circulação do vírus. No Município de São Paulo, os bairros próximos ao local onde foi confirmado o macaco positivo para Febre Amarela.

Que época do ano a doença é mais comumente registrada?

Estudos têm demonstrado que a doença ocorre com maior freqüência nos meses de dezembro a maio. Esta é a estação das chuvas, quando há um aumento das populações de mosquitos, favorecendo a circulação do vírus.

Qualquer pessoa está em risco de contrair febre amarela silvestre?

Sim. Qualquer pessoa não vacinada, independentemente da idade ou sexo, que reside ou viaja para áreas de risco.

A febre amarela silvestre é contagiosa?

A doença não é contagiosa,
ou seja, não há transmissão de pessoa a pessoa e nem entre animais e pessoas. É transmitida somente pela picada de mosquitos infectados com o vírus da febre amarela.

Há registros de pacientes em São Paulo capital?

No Município de São Paulo, não há transmissão da Febre Amarela em humanos.

ATENÇÃO! Outros cuidados!

Para pessoas não vacinadas contra a Febre Amarela ou que se vacinaram há menos de 10 dias, se precisarem visitar e circular nas áreas situadas no entorno (500 metros) dos Parques Anhanguera, Horto Florestal e Cantareira, recomenda-se o uso de repelentes, seguindo as instruções do fabricante, conforme o rótulo do produto.

O uso de repelentes também é indicado para os residentes dessas áreas que foram vacinados há menos de 10 dias, pois a vacina confere imunidade após esse período, bem como para pessoas que têm contra-indicação para uso da vacina. No caso de crianças pequenas, cobrir berços e carrinhos com mosqueteiro

Divisão de Vigilância Epidemiológica/ DVE/COVISA

#Compartilhando
#VivaBemComLúpus
#LúpusLesLes 😉

domingo, 7 de janeiro de 2018

Isenção do Rodízio Municipal de Veículos para pessoas com deficiência pessoas em tratamento debilitante de doenças graves ...

O que é o cadastro de um veículo para a Isenção do Rodízio Municipal de Veículos para pessoas com deficiência?

O cadastro de um veículo para a Isenção do Rodízio Municipal de Veículos é uma autorização especial que libera do Rodízio Municipal de Veículos os veículos automotores dirigidos por pessoas com deficiência ou por quem as transportem, impedindo a emissão de multas.

Quem tem direito ao cadastro de um veículo para a Isenção do Rodízio Municipal de Veículos para pessoas com deficiência?
Tem direito ao cadastro de um veículo para a Isenção do Rodízio Municipal de Veículos:
- pessoas com deficiência física (mesmo que provisória);
- pessoas com doenças mentais;
- pessoas em tratamento debilitante de doenças graves.

Como fazer a solicitação inicial ou de renovação para o cadastro de um veículo na isenção do Rodízio Municipal de Veículos?

Para fazer a solicitação inicial ou de renovação para o cadastro na isenção do Rodízio Municipal de Veículos o interessado deve:

1. Imprimir através do link o 👉 requerimentopreencher com letra de forma e assinar da mesma forma que no documento de identidade que será apresentado, indicando que é uma solicitação inicial ou de renovação;

2. Anexar os seguintes documentos ao formulário:
Cópia simples do documento de identidade oficial com foto, CPF e assinatura do requerente em validade (RG, CNH ou outro oficial); Se o documento de identidade não contiver o número do CPF, juntar a cópia do CPF;

Atestado médico original ou cópia autenticada, emitido, no máximo há três meses da data do pedido, com a descrição da deficiência e CID (Código Internacional de Doenças). 

Para solicitação de renovação, o Laudo Médico não precisa ser apresentado para os casos de deficiência física permanente;

Cópia simples do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) em validade;

Quando for o caso de deficiência intelectual ou de representação legal, cópia simples de documento de identidade oficial com foto, assinatura e CPF do representante legal em validade (RG, CNH ou outro oficial) e do documento que comprove esta representação legal do requerente como procuração, tutela ou curatela.


3. A solicitação poderá ser feita pelo correio ou diretamente na sede do DSV:
Correio: Enviar o requerimento preenchido e assinado junto com as cópias dos documentos relacionados para o Departamento de Operação do Sistema Viário – DSV, através da Caixa Postal 11.400 – CEP 05422-970;

Pessoalmente: Apresentar o requerimento preenchido e assinado junto com as cópias dos documentos relacionados na sede do DSV: Rua Sumidouro, 740 - Pinheiros, próximo à Estação Pinheiros do Metrô/CPTM, no horário das 9h00 às 16h00 de 2ª a 6ª feira, exceto feriados;

Nota: Evite fila, agende:

Nota 1: No caso de deferimento da solicitação, não é emitida autorização, selo ou papel, já que é o cadastro da placa no sistema que não permitirá a emissão de notificações de infrações relacionadas ao Rodízio Municipal de Veículos.

Nota 2: As pessoas com deficiência visual ou analfabetas devem comparecer pessoalmente ao DSV AE para ciência da solicitação. As pessoas com restrição física e que apresentam impossibilidade para assinar o requerimento devem comparecer pessoalmente ao DSV-AE para colher a impressão digital no requerimento.

Nota 3: A solicitação para a renovação do cadastro na isenção do Rodízio Municipal de Veículos pode ser feita a partir de 30 dias antes do vencimento da validade.

Nota 4: O prazo para a análise das solicitações é de aproximadamente 45 dias úteis.

Como solicitar a substituição do veículo cadastrado por outro?
Para a solicitação de substituição do veículo cadastrado para a Isenção do Rodízio Municipal de Veículos o interessado deve:

1. Imprimir através do link o requerimento, preencher com letra de forma e assinar da mesma forma que no documento de identidade que será apresentado, indicando que é uma solicitação de substituição de veículo.

2. Anexar os seguintes documentos ao formulário:
Cópia simples do documento de identidade oficial com foto e assinatura em validade com CPF do requerente (RG, CNH ou outro oficial);
Cópia simples do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo em validade;
Quando for o caso, cópia simples do comprovante da representação legal (tutela, curatela ou procuração) e cópia simples de um documento de identidade oficial com foto, CPF e assinatura do representante legal em validade (RG, CNH ou outro oficial).

3. Enviar por correio ou entregar pessoalmente o requerimento assinado junto com as cópias dos documentos relacionados:
Correio: Enviar o requerimento preenchido e assinado junto com as cópias dos documentos relacionados para o Departamento de Operação do Sistema Viário – DSV, através da Caixa Postal 11.400 – CEP 05422-970;

Pessoalmente: Apresentar o requerimento preenchido e assinado junto com as cópias dos documentos relacionados na sede do DSV: Rua Sumidouro, 740 - Pinheiros, próximo à Estação Pinheiros do Metrô/CPTM, no horário das 9h00 às 16h00 de 2ª a 6ª feira, exceto feriados.
AGENDE:http://agendamentodsv.prodam.sp.gov.br/forms/BemVindo.aspx


Nota 1: No caso de deferimento da solicitação, não é emitida autorização, selo ou papel, já que é o cadastro da placa no sistema que não permitirá a emissão de notificações de infrações relacionadas ao Rodízio Municipal de Veículos.

Nota 2: As pessoas com deficiência visual ou analfabetas devem comparecer pessoalmente ao DSV - Autorizações Especiais para ciência da solicitação. As pessoas com restrição física e que apresentam impossibilidade para assinar o requerimento devem comparecer pessoalmente ao DSV - Autorizações Especiais para colher a impressão digital no requerimento.

Nota 3: O prazo para a análise das solicitações é de aproximadamente 30 dias.

Qual o prazo para obter o resultado da análise da solicitação?

Após 45 dias úteis do recebimento da solicitação pelo DSV - Autorizações Especiais, o requerente deve entrar em contato através do telefone 3030-2422 para saber o resultado da análise da solicitação.

Qual a validade do cadastro de um veículo da Isenção do Rodízio Municipal de Veículos?

• A validade do cadastro de um veículo para Isenção do Rodízio Municipal de Veículos é variável dependendo da deficiência ser temporária ou permanente, variando de 2 meses até 5 anos.

Qual a legislação que regulamenta a Isenção do Rodízio Municipal de Veículos para pessoas com deficiência?

O Rodízio Municipal de Veículos é regulamentado pela Lei 12.490 de 3.10.1997, Decreto 37.085 de 1997, Decreto nº 37.346 de 20.02.1998, Decreto nº 39.563 de 28.06.2000,Decreto nº 44.099 de 12.11.2003, Decreto nº 45.273 de 13.10.2004, Decreto nº 47.680 de 12.09.2006.

Qual o telefone e o e-mail do DSV - Autorizações Especiais?
O telefone do DSV-AE é 3030-2422 e o e-mail é dsvae@prefeitura.sp.gov.br.

Obs.: Para informações sobre a emissão do Cartão DeFis para Estacionamento em vagas para pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida clique aqui.

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/transportes/autorizacoes_especiais/isencao_de_rodizio/index.php?p=3921

#Compartilhando
#PrefeituraDeSP
#DSV
#IsençãoDeRodízio 🚗
#DeFis ♿
#RodízioMunicipalSP
#VivaBemComLúpus
#LúpusLesLes

domingo, 31 de dezembro de 2017

🐺 Lúpus 🐺 O que queremos para 2018 ? Queremos ter um Feliz 😊 Ano Novo🎉

🎉 Feliz Ano Novo 🎉
Queremos 😊Saúde
Paz/Amor/Prosperidade
Respeito com a nossa saúde.
Respeito com o nosso tratamento.
Políticas públicas.
Aprovação dos Projetos de Lei em atenção ao Lúpus.
Medicamentos mais eficazes para que não tenhamos tantos comprometimentos.
Diagnósticos mais rapidos.
Mais pesquisas para a cura dessa doença.
E que tenhamos sucesso no nosso tratamento. 😉
Assim espero que seja o nosso Ano Novo 2018👧

Se queremos melhorias temos que correr atrás para conseguirmos !
O nosso trabalho pode ser de formiguinhas (Borboletinhas e Lobinhos) rsrs mas graças a ele que estamos conseguindo sair sim do anonimato 😊 infelizmente ainda temos um grande descaso com a nossa doença aqui no Brasil , pois os nossos Governantes não nos dá a devida atenção que está doença requer e com isso o que acontece é estas perdas irreparáveis que vemos aqui todos os anos 😢 .
Agora mesmo irei virar o ano com a falta do meu medicamento (Reuquinol/Hidroxicloroquina),As vezes chego a pensar que os nossos Governantes brincam com a nossa saúde , né #SecretáriaDeSaúdeSP !!!
Mas sabe de uma coisa , cabe a cada um de #Nós cobrarmos dos nossos governantes por melhorias , não adianta ficarmos só reclamando sem ao menos tentar buscar uma solução para isso .
Sabe como podemos mudar tudo isso ? Simplesmente cobrar exigir dos nossos governantes as melhorias que necessitamos , entrem nas páginas oficias deles , enviem mensagens  cobrando o nosso #MaioRoxo, a falta de especialistas, falta de medicamentos eficaz, diagnóstico  mais rápidos , políticas públicas ao nosso favor respeitando as nossas necessidades , aprovação dos nossos projetos etc...
Cobrem das #SecretariasDeSaúde #Municipal #Estadual , do #MinistérioDaSaúde , etc...
#FaçamAsSuasPartes😉 pois só assim Unidos conseguiremos.
Essa #Luta é de todos 💪💪💪💪
#LúpicosUnidosSomosMaisFortes💞
#LúpusTemQueTerAtençào
Espero contar com todos em 2018 😉
#LúpicosFelizAnoNovo🎉🎊🎉
#Lúpus2018
#LúpusRemissão
#VivaBemComLúpus
#LúpusLesLes💞

sábado, 16 de dezembro de 2017

Câmara Municipal de Caldas Novas Aprova o Projeto de Lei do Vereador Léo de Oliveira que Institui Programa Municipal de Conscientização e Orientação sobre o Lúpus - PL222/2017 segue em andamento 😉

PROJETO DE LEI N°222/2017
DE 20 DE OUTUBRO DE 2017
AUTOR: Vereador
Léo de Oliveira
”Institui Programa Municipal de Conscientização e Orientação sobre o 
Lúpus Erimatoso Sistêmico 
no Munícipio de 
Caldas Novas.”

Art. 1º. Fica instituída no município de Caldas Novas, a Política de

Conscientização Orientação sobre o Lúpus Eritematoso Sistêmico.

Art. 2º. O Programa Municipal de Conscientização e Orientação sobre o Lúpus

Eritematoso Sistêmico compreenderá principalmente as seguintes ações:

I- elucidação sobre as características e sintomas dos vários estágios da enfermidade;

II- preocupação e cuidados a serem tomados pelos portadores da enfermidade;

III- tratamento médico adequado nos hospitais públicos ou rede conveniada com o SUS;

IV- orientação e suporte aos familiares e acompanhantes do enfermo;

V- tratamento psicológico;

VI- tratamento fisioterapêutico.

Art. 3º. O Município, na forma estabelecida em lei, propiciará ao portador do

Lúpus Eritematoso Sistêmico o acesso a bloqueadores, filtros e protetores solares, de uso imprescindível para o controle da moléstia.

Art. 4º. A execução desta lei estará condicionada a contemplação das despesas decorrentes pelo Fundo Municipal de Saúde.

Art. 5º. Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.

Gabinete do Vereador Léo de Oliveira, aos vinte dias do mês de outubro de 2017.

JUSTIFICATIVA
No Brasil, os sintomas e tratamento são ainda pouco conhecidos. O Lúpus é uma doença autoimune, resultado de um desequilíbrio do sistema imunológico, que acomete principalmente as mulheres. A doença foi objeto de estudo de uma pesquisa realizada por nutricionistas do curso de especialização em Nutrição funcional da VP-UNICSUL em parceria com o Departamento de Ciência e Tecnologia dos Alimentos da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

Diante da necessidade de entendimento e esclarecimento sobre a doença, o presente projeto visa a promoção da prática de atividades de orientações às pessoas portadoras da doença e comunidade em geral.

Uma pessoa que tem LES desenvolve anticorpos que reagem contra as células normais, podendo, consequentemente, afetar a pele, as articulações, rins e outros órgãos.

Não é uma doença contagiosa, infecciosa ou maligna, mas não há medicamento para o Lúpus que funcione da mesma forma que um antibiótico funciona para acabar com uma infecção.

O tratamento do LES engloba uma série de medidas, entre medicamentos e normas. As manchas, lesões e úlceras orais são provocadas pela sensibilidade ao sol e luz. Os pacientes com fotossensibilidade devem evitar a exposição ao sol e fazer uso diário e intermitente de filtros solares.

O LES acomete aproximadamente 01 em cada 1000 pessoas da raça
branca e 01 em cada 250 pessoas negras, sendo muito mais frequente no sexo feminino, com proporção de 10 mulheres para cada 1 homem. A doença se inicia principalmente entre a segunda e terceira década de vida, embora possa aparecer em crianças e idosos.

Assim sendo, solicito apoio dos nobres pares, para a aprovação da presente propositura.

Gabinete do Vereador Léo de Oliveira, aos vinte dias do mês de outubro de 2017.

Vereador Léo de Oliveira - PPL

http://www.camaradecaldas.go.gov.br/projetos-leis-legislativo/

3ª Sessão Ordinária
Câmara Municipal de Caldas Novas, Estado de Goiás, foi realizada no dia 06 do mês de dezembro de 2017 (06/12/2017)

24 - Leitura dos Pareceres ao Projeto de Lei nº 222/2017 do Vereador Léo de Oliveira queInstitui Programa Municipal de Conscientização e Orientação sobre o Lúpus Erimatoso Sistêmico no Munícipio de Caldas Novas.”.

1ª discussão e 1ª votação
Por Vereador Léo de Oliveira 👇 😉
Nesta terceira sessão ordinária do mês de dezembro, foram apresentados 04 projetos de minha autoria.

✅ Projeto de lei 131/2017 que dispõe sobre o estímulo às ações de combate aos jogos, brincadeiras ou eventos que induzem os jovens as mutilações corporais e até suicídio.

Projeto de lei 222/2017 que institui o programa municipal de conscientização e orientação sobre o Lúpus no nosso município.

✅Projeto de lei 223/2017 que torna obrigatória a contratação de seguro indenizatório por empresas de cerimoniais, buffet ou similar.

✅Projeto 227/2017 que cria um cadastro para bloqueio do recebimento e ligações de telemarketing.

Projetos simples e de extrema importância para nosso município.

Os projetos foram aprovados por todos os vereadores! Espero que o executivo também aprove.

#LéodeOliveira #VereadorDeverdade #VamosaLuta

Vereador
Nome: Eliezer Rodrigues Léo de Oliveira
Nome Político: Léo de Oliveira
Partido: PPL (Partido Pátria Livre)
Contato
📞(64) 3453-1188
📞(64) 9.9272-3412
📩 👇 😉
leodeoliveira@camaradecaldas.go.gov.br

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2400867130137571&id=1406269122930715

Câmara Municipal de Vereadores
Caldas Novas 
Goiás
Fale Conosco 
👇 😉
📞(64) 3453-1188
📞(64) 3455-0200
📩
contato@camaradecaldas.go.gov.br

Av. Tiradentes S/N, Itanhangá I.
Caldas Novas – Goiás

#LúpusTemQueTerAtenção
#LúpusTemQueTerPolíticasPúblicas
#PL222/2017
#LúpusMaioRoxo
#Compartilhando
#VivaBemComLúpus
#LúpusLesLes

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Lúpus durante a gravidez: dicas para proteger você e seu bebê - Fleury

Lúpus durante a gravidez: 
dicas para proteger você e seu bebê

Por: Núcleo Educacional Científico

O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença inflamatória crônica, de causa desconhecida e de natureza autoimune, caracterizada pelo acometimento de múltiplos órgãos pela ação de autoanticorpos. O problema acontece por um desequilíbrio do sistema imunológico, que age inadequadamente contra os tecidos do próprio organismo do indivíduo como pele, articulações, coração, pulmão, rins e cérebro.

Com maior incidência entre as mulheres jovens e em fase reprodutiva, a doença sempre desperta dúvidas: se sou portadora de lúpus, posso planejar uma gravidez? E se a doença entrar em atividade quando eu estiver grávida, há riscos para o feto?

Segundo Renata Rosa, médica reumatologista do Fleury, pacientes lúpicas podem sim ficar grávidas, mas são aconselhadas a fazê-lo apenas quando a doença estiver fora de atividade e sob controle adequado por pelo menos seis meses. “A gestação deve ser contraindicada quando houver atividade do LES, evoluindo, por exemplo, com insuficiência renal, hipertensão arterial grave, insuficiência cardíaca ou pulmonar ou comprometimento neurológico”, explica a médica.

Ela ressalta que, caso uma paciente lúpica opte por engravidar, deve ser esclarecida de que existe um risco maior de a doença entrar em atividade durante a gestação e nos três meses pós-parto. Entre os achados mais frequentes, em 50% a 60% dos casos, destacam-se os sintomas renais ou hematológicos, que aparecem usualmente durante o segundo ou terceiro trimestres e, ocasionalmente, no puerpério.


  1. Além disso, observa-se o risco aumentado de abortamento espontâneo, pré-eclâmpsia, retardo de crescimento intrauterino, prematuridade e até mesmo morte fetal intrauterina. “Desse modo, é recomendado um acompanhamento multidisciplinar, incluindo reumatologistas, obstetras especializados em gestação de alto risco e, em algumas circunstâncias, neonatologistas e nefrologistas”, diz Renata.


Caso o lúpus seja ativado durante a gestação, a melhor conduta para o tratamento da mulher é escolher uma medicação cujo risco para o feto seja menor do que o da própria atividade da doença. Alguns medicamentos podem ser utilizados na gestação, como os corticosteroides e a hidroxicloroquina, com a devida orientação e acompanhamento médico adequado. Outros, por sua vez, não devem ser usados nessa situação, como a ciclofosfamida, o micofenolato mofetil, o metotrexato e a leflunomide.

Em relação ao tratamento com a infusão de medicamentos (imunobiológicos), o uso do Rituximabe não tem sido contraindicado durante a gestação, sendo, porém, necessária a análise de custo-benefício. “Alguns relatos acumulados nos últimos dez anos demonstraram que este medicamento não é teratogênico quando utilizado no tratamento de gestantes com linfoma não-Hodgking. No entanto, futuros estudos são indispensáveis para avaliarmos o efeito em gestantes lúpicas”, explica a reumatologista.

Além dos cuidados com a futura mamãe, as atenções também devem se voltar para o feto, já que pode ocorrer a passagem de anticorpos maternos pela placenta, acarretando o quadro de lúpus neonatal (LN). Essa entidade pode se manifestar como lesões de pele, bloqueio cardíaco congênito (BCC) – distúrbio na condução elétrica do coração – e, menos frequentemente, por outras manifestações como alterações hematológicas (plaquetopenia, ou seja, número reduzido de plaquetas pela ação do anticorpo) e elevação das enzimas hepáticas, por agressão hepática. Como prevenção, é recomendada se fazer a dosagem desses anticorpos em todas as pacientes lúpicas que planejam engravidar e durante a gestação.
Especificamente, a presença do autoanticorpo anti-Ro/SSA na gestante lúpica deve orientar uma criteriosa avaliação cardíaca fetal. “Um ecocardiograma fetal deve ser realizado a partir da 16ª semana de gestação, por um radiologista com experiência em gestação de alto risco, com a finalidade de detectar precocemente o BCC. Caso a condição clínica do feto comece a apresentar sinais de deterioração, como, por exemplo, o aparecimento de insuficiência cardíaca, deve ser iniciado o tratamento com corticoides, capazes de atravessar a barreira placentária”, diz Renata.

Após o nascimento do bebê, caso tenha sido identificado lúpus neonatal, o tratamento usualmente inclui a pulsoterapia com medicamentos, tais como corticosteroides e gamaglobulina intravenosa. “Marcapasso permanente é necessário em cerca de metade dos casos de BCC, sendo aconselhável a presença de neonatologista experiente na sala de cirurgia para atendimento destes recém-nascidos”, finaliza a médica.

Como diagnosticar o lúpus
Deve-se suspeitar do diagnóstico de LES em pacientes com manifestações características, como lesões típicas na pele ou que apresentem o comprometimento de órgãos como as articulações, rins e alterações hematológicas, entre outras. Pode ou não ocorrer queixas gerais, muitas vezes, sem causa aparente. Mundialmente, utilizam-se os critérios de classificação do American College of Rheumatology, que se fundamenta na presença de, pelo menos quatro de 11 critérios, que incluem manifestações clínicas e exames laboratoriais. Entre as manifestações destacam-se lesões de pele (asa de borboleta, lesão discóide na face), lesões de mucosa oral ou nasal, fotossensibilidade, acometimento articular (artrite), comprometimento neurológico (psicose ou convulsão), envolvimento renal e comprometimento hematológico (anemia hemolítica, leucopenia e plaquetopenia).

Exames para detectar o problema
A avaliação laboratorial pode auxiliar sobremaneira o diagnóstico. Por meio dela pode se constatar alterações hematológicas e no exame de urina. De particular importância para o diagnóstico é a presença de autoanticorpos ou fatores antinucleares (FAN). A positividade desse teste, embora não específico, serve como triagem em razão de sua alta sensibilidade, sendo improvável a presença da doença se o teste resultar negativo. A presença de outros anticorpos específicos, tais como anti-DNA nativo, anti-Sm e antinucleossomo também podem ser úteis para confirmar a suspeita.

- Fonte: Renata Ferreira Rosa, médica reumatologista do Fleury, com especialização em Reumatologia pela Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) e residência médica na mesma área pelo Hospital do Servidor Público Estadual Francisco Morato de Oliveira (HSPE-FMO-IAMSPE)

Este material foi elaborado pelo Fleury, tendo caráter meramente informativo. Não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico ou automedicação. Em caso de dúvidas, consulte seu médico.​


http://www.fleury.com.br/saude-em-dia/artigos/pages/lupus-durante-a-gravidez-dicas-para-proteger-voce-e-seu-bebe.aspx

#Compartilhando
#LúpusDuranteaGravidezTemQueTerAtenção
#Fleury
#VivaBemComLúpus
#LupusLesLes

sábado, 9 de dezembro de 2017

Estudantes da UNESP FCF receberam medalha de ouro com o projeto Insubiota pesquisa inovadora para o tratamento do diabetes com bactérias geneticamente modificadas

Unesp 
conquista prêmio em Boston (EUA)
Alunos desenvolvem uma alternativa às injeções de insulina no tratamento de diabetes.

Estudantes da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp em Araraquara conquistaram medalha de ouro em uma competição internacional realizada em Boston, nos Estados Unidos.
Eles foram premiados pelo Projeto Insubiota, que desenvolve uma alternativa às injeções de insulina no tratamento de diabetes.

Veja reportagem na 
TV Unesp
[27/11/2017]
Unesp de Araraquara pesquisa um novo tratamento para o diabetes

Nesta edição o Saúde em Prática vai tratar de uma pesquisa inovadora para o tratamento do diabetes. Trata-se de bactérias geneticamente modificadas que quando ingeridas, sob a forma de iogurte, são capazes de atuar no controle da insulina de quem tem a doença.
O estudo está sendo desenvolvido pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp de Araraquara. A nova via de tratamento para o diabetes, em estudo pela Unesp, é um método prático, não invasivo e representa um avanço no tratamento dessa doença grave e crônica. Para saber mais sobre a pesquisa, nossa equipe de produção foi até a Unesp de Araraquara conversar com os alunos e com os pesquisadores responsáveis pelo trabalho.

Abaixo as biólogas que fazem parte da equipe responsável pela pesquisa, Danielle Pedrolli e Katia Sivieri,





Alguns dos estudantes envolvidos no desenvolvimento do novo método para o controle da insulina. Paulo Freire e Patrick Squizato, alunos do curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia.




A aluna do curso de Farmácia, Bianca Rodrigues


Por TV UNESP 💻 👇
https://tv.unesp.br/edicao/1569

#Parabéns a toda Equipe👏👏👏👏
#FuturoPromissorParaOsDiabéticos 😉
#DiabetesTemQueTerAtenção
#DoençasAutoImunesTeQueTerPesquisas 🔬
#Compartilhando
#VivaBemComLúpus
#LúpusLesLes
Confira tem a reportagem do #JornalNacional 👇


sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Dezembro Laranja SBD Campanha Nacional de Prevenção do Câncer da Pele Mutirão Nacional de Atendimento Exame Preventivo Gratuito

Com a mensagem 
“Se exponha mas 
não se queime" 
SBD apresenta a Campanha Nacional de Prevenção do 
Câncer da Pele 
2017
No mês em que se reforça a importância da prevenção e do diagnóstico precoce, a entidade quer tornar a campanha ainda mais conhecida pela população e para isso faz um alerta especial para àqueles que se expõem constantemente aos raios solares em sua rotina profissional ou no dia a dia.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), todos os anos surgem 176 mil casos de câncer da pele, o de maior incidência no país. Atenta a esse alto índice, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) desenvolve, desde 2014, o movimento Dezembro Laranja, com a promoção de uma série de iniciativas de conscientização sobre a prevenção e o diagnóstico precoce da doença, incluindo a importância da fotoproteção em suas diferentes formas para a redução dos riscos. Este ano, pela primeira vez, a campanha continua durante todo o verão,🌞trazendo diferentes ações na internet, ruas, praias e parques.

Sob o slogan
“Se exponha mas não se queime”
pretende conscientizar e educar as pessoas sobre os riscos do câncer da pele decorrentes da exposição excessiva ao sol sem proteção, lembrando que filtro solar não é o único cuidado contra a radiação ultravioleta. A mensagem visa atingir, sobretudo, quem trabalha sob o sol ou ao ar livre, bem como as pessoas em seu cotidiano profissional e em momentos de lazer.

“Queremos divulgar para a grande população, especialmente para os trabalhadores que desempenham suas funções expostos ao sol, como carteiros, vendedores ambulantes, operários da construção civil, feirantes e outros, esse conjunto de atitudes, essenciais para que essa exposição prolongada não traga problemas de saúde”, afirma o presidente da SBD, José Antonio Sanches.

A recomendação é de que usem equipamentos de proteção individual (EPI): chapéus de abas largas, óculos escuros, roupas de cubram boa parte do corpo e protetores solares com fator mínimo de proteção solar (FPS) 30. A hidratação constante também faz parte dessas medidas fotoprotetoras, sem esquecer de evitar os horários de maior insolação: das 10h às 16h.

Entre as iniciativas previstas, estão a divulgação de peças publicitárias na internet (Facebook, Instagram e site), com concentração durante o mês de dezembro, que alertam sobre a incidência do câncer da pele e dão dicas de proteção.

As mensagens serão dadas pelos personagens Dr. e Dra. Pele, e todas as peças virão marcadas com a
hashtag #DezembroLaranja e #ControleoSol.

O público interessado também poderá divulgar a campanha nas redes sociais, customizando a foto de perfil, postar o texto com fundo laranja no Facebook ou usar o filtro laranja do Stories no Instagram.👇👇👇
http://www.sbd.org.br/controleOsol/divulgue-esta-campanha/ 

Assim como em anos anteriores, personagens e lideranças em suas áreas de atuação participarão do movimento vestindo a cor laranja e monumentos nacionais serão iluminados com a cor símbolo da campanha, frisando o compromisso com as medidas protetoras.

O Dezembro Laranja chegará ainda aos estádios de futebol e ao carnaval carioca, representado pela tradicional bateria da Escola de Samba Portela que, pelo segundo ano, vestirá camisetas na cor laranja em seus ensaios e na sua tradicional Feijoada, a ser realizada no primeiro fim de semana de dezembro.

Ações no RioZoo, AquaRio e Paineiras também estão previstas para ocorrer em dezembro, além da presença do Papai Noel Laranja que vai distribuir folhetos, desenhos temáticos para colorir e gibis da Turma da Mônica para as crianças.

Um filme de animação sobre a fotoproteção será exibido durante o mês em diferentes cinemas, expandindo a campanha pelo país.

A campanha deste ano é coordenada pelo dermatologista Joaquim Mesquita Filho (RJ). O médico ressalta a mobilização Dezembro Laranja e destaca que o objetivo é promover o esclarecimento de uma doença que demanda uma maior atenção, já que o número de casos tem aumentado nos últimos anos.“Nós temos como missão orientar a população na identificação dos sinais de câncer da pele e prováveis lesões tumorais que já existam. Orientar que pode ser feita uma proteção saudável contra a radiação ultravioleta, com o uso de roupas adequadas, de filtro solar, e da procura por lugares com sombras, como embaixo de barracas ou árvores. Esses são alguns cuidados que todos podem tomar contra o câncer da pele".

O lançamento oficial do Dezembro Laranja ocorreu no dia 30 de novembro, no Rio de Janeiro.

2 de dezembro: 
Mutirão Nacional de Atendimento, Prevenção e Combate ao 
Câncer da Pele
 ExamePreventivoGratuito será realizado, gratuitamente, das 9h às 15h em cerca de 130 postos de atendimento em todo o Brasil. Essa é a 18ª edição da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Segundo Sergio Palma, vice-presidente da SBD, "é um dia de voluntariado no qual queremos reforçar a importância da proteção diária para prevenção, além de alertar que a identificação precoce do câncer da pele aumenta as chances de cura e evita danos ou mutilações mais profundas".

Desde sua implementação, em 1999, a campanha da SBD já prestou 566.873 atendimentos em diferentes regiões do país.

ATENÇÃO: Em Pernambuco, o mutirão de atendimento da campanha será realizado na quarta-feira, 6 de dezembro, das 9h às 15h.

😎 Filtre os resultados para encontrar os postos mais próximos de você.

Buscar por CEP ou Estado

Clique neste link para ver outros Estados 
👇 😎 🌞
http://www.sbd.org.br/controleOsol/exame-preventivo-gratuito/

Aqui estão os postos que atenderão o Estado de São Paulo 👇

Ambulatório da Faculdade de Medicina de Jundiaí
Vila Arens, Jundiaí, SP

Ambulatório da UNIFEV-UBS - Dr. Jamilo Elias Zeitune
Centro, Votuporanga, SP

Ambulatório de Dermatologia - Faculdade de Medicina do ABC -
Vila Sacadura Cabral, Santo André, SP

Ambulatório de Dermatologia - Hospital Dia Rede Hora Certa Capéla do Socorro - Piso Terreo sala 29, 39
Jardim das Imbuais, São Paulo, SP

Ambulatório de Dermatologia - Prédio dos Ambulatórios 5º Andar Bloco 2 B
Cerqueira César, São Paulo, SP

Ambulatório de Dermatologia da PUC Campinas - Corredor Cinza
Jardim Ipaussurama, Campinas, SP

Ambulatório de Dermatologia do Hospital Beneficiência Portuguesa de São Paulo
Bela Vista, São Paulo, SP

Ambulatório de Dermatologia do Hospital Heliópolis
Cidade Nova Heliópolis, São Paulo, SP

Ambulatório de Dermatologia- Prédio dos
Ambulatorios: saguão de atendimento e 5º andar - Hospital Ipiranga
Ipiranga, São Paulo, SP

Ambulatório do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Monte Alegre, Ribeirão Preto, SP

Ambulatório Mario Covas/HCIII- Hospital São Francisco
Monte Castelo, Marília, SP

Ambulatório Médico de Especialidades do Estado de São Paulo - AME
Centro, São João da Boa Vista, SP

AME Zona Leste (Santa Marcelina)
Itaquera, São Paulo, SP

Centro de Saúde de Registro
Centro, Registro, SP

Centro de Saúde Dr. Takashi Enokibara
Centro, Dracena, SP

Centro de Saúde Escola
Vila dos Lavradores, Botucatu, SP

Clínica Centro da Santa Casa de São José dos Campos
Centro, São José dos Campos, SP

Clínica Dermatológica da Santa Casa de São Paulo - Prédio Conde de Lara - Térreo
Vila Buarque, São Paulo, SP

Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos, Ambulatório de Dermatologia I
Jardim Tranquilidade, Guarulhos, SP

Escola Paulista de Medicina - Ambulatório de Dermatologia
Vila Clementino, São Paulo, SP

Hospital do Servidor Público Estadual - Prédio Ambulatório - 1º Andar
Vila Clementino, São Paulo, SP

Hospital do Servidor Público Municipal
Aclimação, São Paulo, SP

Hospital Guilherme Álvaro
Boqueirão, Santos, SP

Hospital Municipal Mário Gatti
Parque Italia, Campinas, SP

Hospital Regional de Presidente Prudente
Cidade Universitaria, Presidente Prudente, SP

Hospital Universitário de Taubaté (Ambulatorio Geral)
Centro, Taubaté, SP

Policlínica da FAEP
Centro, Mogi das Cruzes, SP

Posto da Faculdade de Medicina das Faculdades Integradas Padre Albino - Praça Nove de Julho
Centro, Catanduva, SP

Posto da Faculdade Estadual de Medicina de São José do Rio Preto
Centro, São José do Rio Preto, SP

Posto de Saúde de Olímpia
Centro, Olímpia, SP

Veja a lista com todos os postos associados e confira na íntegra todas as matérias desta campanha😉 👇
http://www.sbd.org.br/controleOsol/exame-preventivo-gratuito/

#Compartilhando
#VivaBemComLúpus
#LúpusLesLes

Sob o slogan
“#SeExponhaMasNãoSeQueime"
Para nós #Lúpicos segundo o protocolo do Ministerio da saúde em relação ao #Lúpus , a maioria dos pacientes apresenta fotossensibilidade após exposição à radiação solar ou artificial (lâmpadas fluorescentes ou halógenas).
No Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas do
Lúpus Eritematoso Sistêmico que
Inclui o tratamento não medicamentoso diz que temos que : Adotar proteção contra luz solar e outras formas de irradiação ultravioleta, por meio de barreiras físicas, como roupas com mangas longas, gola alta e uso de chapéus;
#evitar #ExposiçãoDireta ou #Indireta ao #sol e a lâmpadas fluorescentes ou halógenas.


Então para nós o slogan ficaria assim 👇🌞 

#LúpicosNãoSeExponhaeNãoSeQueime👒 😎
#LúpicosUseoProtetorSolareSeProteja 🌂☔🌞
#FicaDica 😉

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Previdência Social Alerta 😨 Cuidado Isso é golpe 😲 Alguém ligou para você oferencendo benefício da Previdência social (INSS)? ☎📞

COMBATE ÀS FRAUDES: Fraudadores se passam por representantes da Previdência para aplicar golpes contra cidadãos
Publicado: 28/08/2017
Previdência orienta seus segurados a não realizarem depósitos em conta bancária nem fornecerem dados pessoais a terceiros

Da Redação (Brasília) – A Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda alerta à população contra golpes praticados por fraudadores que se passam por representantes do órgão para oferecer benefícios e extorquir os segurados. De acordo com dados da Ouvidoria Geral da Previdência Social, até julho deste ano já foram registradas 732 denúncias relatando esse tipo de fraude. Em 2016, foram cadastradas 948 manifestações na Ouvidoria reportando esse tipo de golpe.

“ As pessoas devem ficar atentas para não serem vítimas desses tipos de golpes. A Previdência não cobra para prestar um serviço que é um direito do cidadão que contribuiu a vida inteira para ter direito a seu benefício. ” afirma o Secretário de Previdência, Marcelo Caetano.

A abordagem dos fraudadores costuma acontecer da seguinte forma: os criminosos entram em contato, por telefone, com segurados e se identificam como integrantes do Conselho Nacional de Previdência (CNP) oferecendo algum tipo de benefício. Afirmam que o aposentado ou pensionista teria direito a receber valores atrasados, geralmente, grandes quantias de dinheiro, e pedem que entrem em contato com eles por meio de um número de telefone.

Quando o cidadão faz a ligação, os fraudadores pedem ao segurado que informem dados pessoais e solicitam o depósito de determinada quantia em uma conta bancária, para liberar um pagamento que não existe.

O aposentado Reynaldo Stefano de 78 anos foi vítima desse tipo de abordagem, mas ao invés de ligar para a quadrilha, ele entrou em contato com a Previdência para saber do que se tratava. “ Eles ligaram aqui na minha casa informando que eu teria direito a receber um valor referente a uma revisão no meu benefício, mas antes de ligar para o telefone que eles me informaram entrei em contato com a Previdência e constatei que se tratava de um golpe” , afirma.

A abordagem dos estelionatários varia – Há situações em que os fraudadores enviam documentos a segurados se passando por uma falsa “Auditoria Geral Previdenciária”, convocando-os a uma “Chamada para Resgate”. Segundo o documento, os segurados teriam direito a resgate de valores devidos a participantes de carteiras de pecúlio que teriam sido descontados da folha de pagamento como aposentadoria complementar.

A Secretaria de Previdência esclarece que não entra em contato com seus segurados por meio desse tipo de abordagem, muito menos tem algum tipo de relação com planos de previdência complementar para segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os benefícios que são pagos mensalmente pelo INSS são da previdência pública, contributiva por todos os trabalhadores filiados ao Regime Geral de Previdência Social.

Em outras situações, os criminosos abordam os segurados e afirmam que estes teriam direito a receber valores referentes a uma falsa revisão de benefícios concedidos à época do governo Collor. Mas na verdade trata-se de um golpe. Todas as revisões de benefícios realizadas pela Previdência são baseadas na legislação e os segurados não precisam realizar nenhum pagamento para ter direito a qualquer benefício.

Há casos também em que a quadrilha entra em contato com o segurado para informar que teriam direito a receber precatórios, solicitando o cidadão que entre em contato por meio do número de telefone informado e para que o valor seja rapidamente liberado.

Outras vezes, os fraudadores enviam ofícios e comunicações em nome da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), autarquia vinculada ao ministério da Fazenda, orientando aos participantes e assistidos sobre o direito de resgate de contribuições de planos de aposentadoria complementar. Para isso, solicitam informações pessoais ou bancárias dos cidadãos, cobrando pelos serviços prestados ou custas judiciais.

Dados pessoais – A Previdência informa aos cidadãos que não solicita dados pessoais dos seus segurados por e-mail ou telefone e também não realiza nenhuma forma de cobrança para prestar o atendimento nem realizar seus serviços. A principal recomendação da instituição para os seus segurados é que não utilizem intermediários para entrar em contato com a Previdência e, em hipótese alguma, depositem qualquer quantia para ter direito a algum benefício previdenciário.

O cidadão pode telefonar para a Central 135 e agendar uma visita a uma Agência da Previdência Social (APS), onde será atendido por um servidor especializado que tomará as providências cabíveis e prestará todos os esclarecimentos necessários. A Previdência também alerta a população para que não forneça os seus dados pessoais para terceiros, já que estes dados podem ser utilizados para fins ilícitos. Todos os serviços da Previdência Social são gratuitos.

Caso o cidadão seja vítima desse tipo de abordagem, a Previdência orienta este para que não efetue nenhum depósito em conta bancária ou forneça seus dados pessoais para terceiros que se passam por representantes do órgão. É importante também que o cidadão registre imediatamente um boletim de ocorrência na Polícia Civil e comunique o fato à Ouvidoria Geral da Previdência Social. Para entrar em contato com a Ouvidoria, basta ligar na Central 135 ou acessar a página da Secretaria de Previdência (www.previdencia.gov.br) na internet.
Informações para a Imprensa:

Ligia Borges
(61) 2021-5009 e 2021-5109
ascom.mps@previdencia.gov.br
Secretaria de Previdência


#Compartilhando
#VivaBemComLúpus
#LúpusLesLes 

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Câmara promove videochat sobre reforma da Previdência Bate-papo será transmitido ao vivo - Participe

Câmara promove videochat sobre reforma da Previdência
Bate-papo será transmitido ao vivo e possibilitará interação dos cidadãos com o relator da proposta

A Câmara dos Deputados realiza hoje, às 11 horas, um videochat com o deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), relator da proposta de reforma da Previdência (PEC 287/16).

Participe hoje, às 11h, de um videochat com o relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Maia. Você pode mandar suas dúvidas e comentários acessando o link:
https://edemocracia.camara.leg.br/audiencias/sala/595.

Na semana passada, o relator apresentou um novo texto, que reduz o tempo de contribuição na iniciativa privada, mas mantém as regras de transição e as idades mínimas de aposentadoria no futuro (veja infográfico abaixo).
O texto exclui os artigos relativos ao trabalhador rural e à concessão do benefício assistencial aos idosos e às pessoas com deficiência (BPC). Para o serviço público, não há mudanças em relação ao parecer da comissão especial.
O público pode participar diretamente do debate por meio do portal e-Democracia.

Como funciona
O videochat, uma parceria entre a Coordenação de Participação Popular, a TV Câmara e o Laboratório Hacker (LabHacker), é transmitido ao vivo pelo YouTube e pode ser compartilhado nas redes sociais.

A sala de bate-papo é aberta com antecedência e o internauta pode entrar e postar sua pergunta, mesmo que não participe ao vivo. Além disso, pode pedir aos amigos que votem em sua pergunta, pois as mais votadas têm maior chance de serem respondidas pelo deputado durante a transmissão do videochat, que dura cerca de uma hora.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

  • PEC-287/2016
  • Da Redação - ND
    Com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara dos Deputados

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Comissões debatem regulamentação da troca de medicamentos biológicos por biossimilares na Câmara dos Dep

Comissões debatem regulamentação da troca de medicamentos biológicos por biossimilares
As comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; e de Seguridade Social e Família promovem hoje uma audiência pública para discutir a regulamentação da intercambialidade entre medicamento biológico e o equivalente (o biossimilar).

Os medicamentos biológicos são diferentes dos sintéticos vendidos nas farmácias. Estes são produzidos por meio da manipulação química de substâncias em laboratório. E os biológicos são produzidos a partir de células vivas.

Porém, diferente dos genéricos, que são idênticos aos remédios sintéticos de referência, os biossimilares não são idênticos aos medicamentos biológicos.

Para o deputado Odorico Monteiro (PSB-CE), que propôs o debate, é preciso saber se é seguro para os pacientes substituir um remédio biológico, que é bastante complexo, por um biossimilar e regulamentar o tema.

“O pedido de audiência pública decorre da necessidade de regulamentação da matéria, uma vez que a ausência de dispositivo legal poderá acarretar grave risco aos pacientes de forma irreversível, sobretudo aqueles estáveis em uso de tratamento, sem o consentimento médico”, disse.

Convidados
Foram convidados para discutir o assunto, entre outros:

- o diretor substituto do Departamento do Complexo Industrial e Inovação em Saúde do Ministério da Saúde, Ricardo Barcelos;

- a gerente de Produtos Biológicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Daniela Marreco Cerqueira;

- o vice-presidente de Pesquisa e Coleções Biológicas da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), Rodrigo Correa de Oliveira;

- a procuradora federal dos Direitos do Cidadão Deborah Duprat;

- a diretora de Assuntos Regulatórios da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), Solange Nappo; e

- a coordenadora da Rede de Associações de Pacientes Unidas em Prol de Medicamentos Biotecnológicos Seguros e de Qualidade para os Pacientes Brasileiros (BioRed Brasil), Priscila Torres.

A audiência está marcada para as 10 horas, no plenário 13, e poderá ser acompanhada ao vivo pelo WebCamara.

#AoVivo 👇
http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/webcamara/arquivos/videoArquivo?codSessao=71577#videoTitulo

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Inscrições abertas para encontro multidisciplinar sobre lúpus*

 Encontro multisciplinar – Lúpus sistêmico e dano: estamos atentos?Interessados em participar podem se inscrever, até a data do evento, por meio de👉 formulário online*.
O encontro será no 
dia 15 de dezembro, 
das 8h30 às 18h, 
na sala 22, 
no térreo da 
Faculdade de Medicina da UFMG, e vai reunir médicos e professores de várias especialidades diferentes, além dos
reumatologistas, dermatologistas, oftalmologistas, ginecologistas e ortopedistas 
que tratam de pacientes com 
Lúpus sistêmico. 
Além destes, é direcionado também para alunos da área de Saúde.
A iniciativa é dos Departamentos do Aparelho Locomotor (ALO) e de Clínica Médica (CLM) da Faculdade de Medicina da UFMG, com o Serviço de Reumatologia do Hospital das Clínicas da UFMG, e está vinculado ao programa de extensão 
  “Atendimento de pacientes com lupus eritematoso sistêmico e seus familiares”, 
coordenado pela professora do ALO, Cristina Lanna.

Mais informações: 
encontrolupus2017@gmail.com
CONVERSANDO SOBRE LUPUS SISTÊMICO
👉 Acesse a 
programação. 👈👇
ENCONTRO MULTIDISCIPLINAR

LÚPUS SISTÊMICO E DANO: ESTAMOS ATENTOS?

15 de dezembro de 2017, Sala 22, Faculdade de Medicina, UFMG

SESSÃO DA MANHÃ -
8:30 h às 12:00 h

8:30 h: Abertura

8:45 às 9:20 h

Moderador: Débora Calderaro
Palestra:Baixa atividade de doença e dano – Fabiana Moura

9: 20 h às 10:15 h - Osteonecrose
Moderador: Gilda Ferreira
1. Fatores de risco e diagnóstico - Yara Alvim

2. Terapêutica - Frederico Costa

10:15 h às 10:45 h – Café com prosa

10:45 h às 11:15 h- Moderador: Cristina Lanna

Palestra: Manifestações cutâneas: muito além do lúpus discoide -
Everton Siviero do Vale
11:15h – 12:00 h:
Moderador: Caio Moreira

Palestra: Osteoporose: aspectos específicos do paciente lúpico -
Maria Fernanda B. Resende

SESSÃO DA TARDE : 14:00h às 17:00h
14:00 h às 14:50 h –

Moderador: Antônio Luiz Pinheiro
Doença aterosclerótica: Estudos clínicos em pacientes com LES, Reumatologia /UFMG

1. Incidência de FR para DCV - Letícia Martins

2. Reconhecimento de FR para DCV – Luisa Lima
14:50 às 15:50 h-Insuficiência ovariana

Moderador: 1. Menopausa e lúpus sistêmico

2. Menopausa: repercussões e tratamento – Ana Luiza Lunardi

15:50 às 16:15 h –Café com prosa

16:15 h às 17:00 h
Moderador: Marco Antonio Carvalho

Palestra: Cloroquina e maculopatia: recomendações - Daniel Vitor Vasconcelos

17:00 h: Encerramento

Av. Professor Alfredo Balena, 190 -
Santa Efigênia
Belo Horizonte - MG

#Facebook #Eventos 👇
https://www.facebook.com/events/337278783405921/?ti=cl

#Compartilhando
#VivaBemComLúpus
#LúpusLesLes😉

sábado, 18 de novembro de 2017

Vacinação Febre Amarela - Situações especiais que necessitam de avaliação prévia - Lúpus/Artrite está na lista 👀

VACINAÇÃO 💉FEBRE AMARELA
SE VOCÊ SE ENCAIXA EM UMA DAS SITUAÇÕES 
ABAIXO, PROCURE O PROFISSIONAL DA UNIDADE 
PARA SABER SE PODE SER VACINADO:

Crianças menores de 9 meses

Pessoas portadoras de câncer

Pacientes em quimioterapia e radioterapia

Transplantados de órgãos sólidos e medula óssea

Pessoas em uso de corticóide

Pessoas infectadas pelo vírus HIV

Pessoas em uso dos seguintes medicamentos:

• Azatioprina

• Ciclofosfamida

• Infliximabe

• Etanercepte

• Golimumabe

• Certolizumabe

• Abatacept

• Belimumabe

• Ustequinumabe

• Canaquinumabe

• Tocilizumabe

• Rituximabe 

Pessoas com miastenia gravis

Pessoas com timoma

Pessoas com Lúpus

Pessoas com doença de Addison

Pessoas com artrite reumatóide


Gestante

Alergia grave (choque anafilático) a algum componente da vacina ou ovo

Mulheres amamentando bebês de até 6 meses 

Imunodeficiência

Não há transmissão de febre amarela no Município de São Paulo. Essa é uma ação preventiva.

#saudeprefsp

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Dep Laura pede participação de todos para agilizar projeto de Atenção ao Lúpus e diz que Presidente da Câmara Rodrigo Maia poderá colocar em votação ainda este ano

Por Deputada
Laura Carneiro 
👇 😉
Contamos com todos para conseguir pôr na pauta de votação do plenário, em breve, o Projeto de Lei
PL 3796/2004
íntegra do projeto 👉  Inteiro teor 
que dispõe sobre a Política Nacional de Conscientização e Orientação sobre o LES (Lupus Eritematoso Sistêmico) e considera os bloqueadores solares como medicamentos, prevendo seu fornecimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Já foi aprovado no Senado sem modificações e está pronto para entrar no plenário da Câmara dos Deputados. Conversei sobre isso com o Presidente da Casa, Rodrigo Maia, e ele está bastante sensibilizado pela questão e deverá encaminhar a votação ainda este ano, da qual depende a qualidade de vida de milhares de brasileiros! Vamos apoiar!

#Lúpus #LauraCarneiro

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1791992944147081&id=153132958033096


#FalaCidadão 😉📣
Por #SandraStel
Olha aí pessoal agora é hora de #NósNosUnirmos e cobrar agilidade e aprovação desde projeto.
A autora deste projeto #PL3796/2004 , Dep Laura Carneiro tem se empenhado a nos ajudar , então agora é a hora de fazermos a nossa parte , pois somos nós mais que ninguém é que sabemos o quanto é importante ter está lei em nível Nacional. Vamos nos manifestar mais uma vez até que este proj seja aprovado.
Tenho enviado e-mails para o presidente da casa #RodrigoMaia questionando está demora, eles não seguem a ordem das pautas, se seguissem já era para ter sido aprovado à anos, infelizmente o nosso projeto sempre é colocado em pauta mas nunca é analisado e é colocado para o final da lista 😶

Vamos ligar e mandar e-mails para a Câmara 😉

#DisqueCâmara
☎ 0800-619-619

Fale com o Presidente da Câmara Dep Rodrigo Maia

Informações do Deputado

Foto do Deputado RODRIGO MAIA
Dep Laura Carneiro , agradecemos o seu empenho 😉
#LúpicosUnidosChegaremosLá
#LúpicosBoraCobrarAgilidadeParaPL3796/2004
#PresidenteDaCâmaraDosDep
#RodrigoMaia
#DeputadosQueremos AproçãoDoPL3796/2004
#LúpusTemQueTerAtenção
#LúpusTemQueTerPolíticasPúblicas
#LúpicosBuscandoApoio

#VivaBemComLúpus
#LúpusLesLes 😉