quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Reumatismo - Deputados defendem política nacional de Atenção às pessoas com Reumatismo

Deputados defendem política nacional de atenção às pessoas com reumatismo

Doenças reumáticas como artrite, osteoporose e fibromialgia afetam cerca de 20 milhões de brasileiros.
video

Artrite, Osteoporose, Artrose, Gota, Lombalgia, Lúpus, Tendinite, Bursite, Fibromialgia... 
Essas são algumas das mais de 120 doenças que afetam a articulação, o esqueleto e os músculos, genericamente chamadas de reumatismo.

As doenças reumáticas acometem cerca de 20 milhões de brasileiros, segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia. São cerca de 10% da população mundial, segundo a Organização Mundial da Saúde. E é a segunda maior causa das licenças médicas nos trabalhos e de pedidos de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, de acordo com o Ministério da Previdência Social.

Apesar de ser normalmente relacionado às idades mais avançadas, pessoas de qualquer idade estão sujeitas ao reumatismo. Os primeiros sinais de que o aparelho locomotor não vai bem são dores, inchaços, cansaço constante ou inflamações em tendões, músculos, cartilagens e ossos, que podem dificultar os movimentos do corpo.

O recomendado para evitar o problema é fazer exercícios físicos, poupar movimentos repetitivos e ter acompanhamento médico regular.

Se não forem tratados, os problemas causados pelas doenças reumáticas podem ter complicações, impactando no dia-a-dia da pessoa, é o que relata a pedagoga Maria das Graças Maia. Ela teve diagnóstico tardio de artrite e fibromialgia, e passou quase 15 anos sofrendo com os sintomas sem, no entanto, ter um diagnóstico claro.

"Além de deformidade no meu corpo, trouxe várias outras complicações devido a problemas psicológicos, por você se olhar e se sentir incapaz a tua autoestima… Uma série de coisas, inclusive a depressão e aí veio a fibromialgia."

Para Maria das Graças, que também é ativista pela atenção do poder público à doença, é preciso prevenção.

"Esse diagnóstico tardio que traz várias consequências, como cadeiras de rodas… Um custo muito alto para a saúde pública porque acaba que, ao invés de investir numa prevenção, acaba investindo no que não tem mais jeito".

Na Câmara dos Deputados, o assunto foi tema de audiência pública a pedido da deputada Érika Kokay, do PT do Distrito Federal. A parlamentar defendeu a criação de uma política nacional de atenção às pessoas com reumatismo.

"Várias medidas de atenção na área de saúde, na criação de centros de referência, onde se possa ter acesso a outras políticas, como de capacitação profissional. Para que as pessoas possam, inclusive, ter espaço para falar da sua dor e possam não se sentir se sentir isoladas."

Os deputados também discutem proposta (PL 3749/2008) que prevê a distribuição gratuita de medicamentos que tratam os sintomas. 
O projeto tramita em conjunto com outras propostas que tratam da distribuição de medicamentos e aguardam parecer na Comissão de Finanças.

Reportagem — Emily Almeida
http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/radio/materias/RADIOAGENCIA/480847-DEPUTADOS-DEFENDEM-POLITICA-NACIONAL-DE-ATENCAO-AS-PESSOAS-COM-REUMATISMO.html?utm_campaign=boletim&utm_source=radio&utm_medium=email

Um comentário:

  1. Vamos ligar Pessoal e cobrar pela aprovação deste Projeto.
    proposta (PL 3749/2008) que prevê a distribuição gratuita de medicamentos que tratam os sintomas.
    O projeto tramita em conjunto com outras propostas que tratam da distribuição de medicamentos e aguardam parecer na Comissão de Finanças.
    A ligação é gratuita e não demora nada :)
    Disque-Câmara: 0800 619 619

    ResponderExcluir