terça-feira, 3 de abril de 2018

Secretaria de Saúde Municipal SP já está começando a fornecer repelentes para pacientes de Lúpus que não puderam tomar a vacina contra a Febre Amarela - A campanha #LúpusTemQueTerProteção #CadêOsRepelentes? deram certo!😊🎉

Olha aí Pessoal , a campanha 
#LúpusTemQueTerProteção e #CadêOsRepelentes para a proteção contra a Febre Amarela deram ceto! 🎉😀😃😁😆😄🎉

#Eu aqui 👇😉
#LúpicosBuscandoProteçãoContraaFebreAmarela

Depois de eu tanto insistir, correr atrás eu consegui a informação correta e já até recebi os meus repelentes para poder tentar me proteger contra esses mosquitos que andam soltos por aí , sendo que um deles é o mosquito da Febre Amarela. 😕 

Olhem ai Lúpicos as informações que a Secretaria de Saúde Municipal SP me repassou. 👀 👇
Por ➡ Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo /SP

Sandra, recebemos a nota técnica da equipe farmacêutica. Vamos colocar aqui o trecho que se refere à entrega do repelente:
Critérios para atendimento:

 O paciente deverá ser morador do município de São Paulo.

 O mesmo deverá se apresentar nas farmácias das Unidades de Saúde do município com o cartão do SUS e uma declaração do médico ou do enfermeiro escrita em papel timbrado e proveniente dos serviços públicos de saúde.

 A declaração tem validade de 30 dias para a primeira retirada e deve conter o nome do paciente, a descrição da condição que contraindica a vacinação (conforme critérios do Ministério da Saúde), além da data e identificação do profissional.

 Cada usuário poderá retirar 02 frascos/mês, até no máximo 3 meses, dependendo da disponibilidade do estoque. Após 3 meses será necessário uma nova declaração.

 O fornecimento será realizado mensalmente nas farmácias das Unidades de Saúde do município com registro de entrega e mediante disponibilidade do estoque do produto, sendo necessário apresentar a declaração a cada retirada.

Pode retirar:

-Pacientes portadores de Lúpus eritematoso sistêmico tendo em vista a possibilidade de imunossupressão.

NOTA1: O repelente disponível na rede pública de saúde municipal não é recomendado para crianças menores de 2 anos.

NOTA 2: No caso de idosos com 60 anos ou mais, os mesmos devem ser avaliados individualmente considerando fatores e/ou situação de imunodepressão/imunosenescência, presença de doenças crônicas graves ou importantes que possam descompensar pela reação à vacina, visto o maior risco de reações adversas nessa faixa etária.

Por SandraStel 👇
Mas essas informações já foram repassadas para todas UBS?

Vcs farão um informativo para toda população?

Eu já posso pedir o fornecimento para a minha UBS?
Resposta ➡ SMS 👇
Esse informativo é da farmácia da norte.

Então todas as UBS dessa região estão cientes.

#Eu😊👇
Ok Muito obrigada 😉
#MinistérioDaSaúde
#PrefeituraDeSP #JoãoDoria
#SecretariaMunicipalDeSaúdeSP
#Brigaduuu😉
#ProteçãoTemQueSerParaTodos 😉
#Lúpus #DoençasAutoImunes
#DoençasReumáticas
#Repelentes
#LúpusMaioRoxo
#VivaBemComLúpus
#LúpusLesLes 💜
Clique aqui e confira a Matéria que o Ministério da saúde lançou sobre a ampliação na distribuição dos repelentes👇

Para orientar os gestores locais, o Ministério da Saúde encaminhou uma nota técnica com os critérios para a distribuição destes insumos, que será feita de acordo com a realidade de cada estado. Terão prioridade na oferta dos repelentes, por exemplo, a população em área endêmica de doenças como a febre amarela, dengue, chikungunya e zika; gestantes acompanhadas pelo SUS; público com contraindicação à imunização da febre amarela; agentes comunitários de saúde expostos à situação de risco, entre outros.
O Ministério da Saúde já recomenda o uso de repelentes para reforçar a proteção contra o mosquito Aedes aegypti, em especial às gestantes, pela associação do vírus Zika com a microcefalia em bebês. 👇
http://les-lupusleslescom.blogspot.co.id/2018/03/ministerio-da-saude-em-conjunto-com-as.html?m=1

Um comentário:

  1. Quando chegará no Rio de Janeiro e em outros Estados.
    É urgente!
    Os portadores de Lúpus e Síndrome de Sjögren estão vulneráveis.
    Att,

    ResponderExcluir